Tag Archives: corretora



Classe de Bônus – Entenda como funciona e para que serve

A classe de bônus é um desconto progressivo oferecido pelas seguradoras para os segurados que renovam o seguro sem ter sofrido nenhum sinistro na vigência anterior. Parece bom, não é?! E fica melhor ainda: quanto mais renovações sem sinistro, maior ficará a seu bônus e menor o valor do seguro.

Além disso, a classe de bônus é um desconto vinculado ao segurado e não ao carro, à seguradora ou à corretora. Com isso, você pode trocar de carro ou de seguradora e ainda manter o bônus na renovação. Na maioria das seguradoras, a classe de bônus começa em zero no primeiro ano de contratação e pode chegar até 10.

Vamos ilustrar com um exemplo: o segurado renovou seu seguro pela primeira vez, sem nenhum sinistro. Com a renovação, a sua classe de bônus passa de 0 para 1, já com desconto, e, a cada renovação que ele fizer, ele ganha mais um ponto.

 

Qual o desconto da classe de bônus?

Ficou curioso para saber de quanto é o desconto? Elaboramos a tabela abaixo para exemplificar como funciona essa redução do seguro.

A tabela abaixo leva em conta cotação em quatro seguradoras diferentes e mostra a média do preço do seguro e descontos para cada uma das classes de bônus. Para a simulação, foi utilizada o perfil de uma mulher de 35 anos, casada e dona de um carro popular.

É importante lembrar, no entanto, que essa tabela é apenas uma simulação de seguro auto e esses valores podem variar para cada perfil. Para saber o valor do seguro para o seu perfil, faça uma cotação de seguro auto online.

Média do Seguro Auto e desconto por classe de bônus
Seguro Auto em R$ Desconto em R$ Desconto em % 
Classe 0 R$ 2.143,57
Classe 1 R$ 1.788,69 R$ 354,88 20,9%
Classe 2 R$ 1.708,69 R$ 80,00 4,6%
Classe 3 R$ 1.566,21 R$ 142,48 8,9%
Classe 4 R$ 1.502,17 R$ 64,05 4,3%
Classe 5 R$ 1.447,46 R$ 54,71 4,7%
Classe 6 R$ 1.433,94 R$ 13,52 0,9%
Classe 7 R$ 1.403,41 R$ 30,53 2,5%
Classe 8 R$ 1.378,65 R$ 24,76 1,7%
Classe 9 R$ 1.323,80 R$ 54,85 4,7%
Classe 10 R$ 1.323,80 R$ 0,00 0,0%
Soma dos descontos R$ 819,77 53,1%

* Os valores apresentados são apenas uma simulação / Cotações realizada dia 22/05/2018

Para o exemplo acima, quando a pessoa chegasse na classe de bônus 10 a soma dos descontos seria de 53,1%, representando uma economia de R$ 819,77 ao longo de todas as renovações.

 

No vídeo abaixo, falamos um pouco mais sobre classe de bônus e a importância do preenchimento correto.

Em quais situações eu perco minha classe de bônus?

Há diversos momentos que você pode perder a sua classe de bônus. Por exemplo, um sinistro na vigência ou renovação fora do prazo. Porém, o uso das assistências ou da cobertura de vidros, no entanto, não afetam sua classe de bônus.

Vamos imaginar que João tem um seguro auto para seu Onix, mas na última vigência bateu o carro e precisou usar a cobertura de colisão. No momento da renovação do seguro, a seguradora não concedeu uma classe de bônus devido o sinistro. A mesma coisa aconteceria caso ele renovasse fora do prazo estipulado pela seguradora, mesmo sem sinistro.

Funciona assim: renovação sem sinistro em até 30 dias depois do vencimento sobe um ponto na classe de bônus. Se a renovação acontecer entre 30 e 60 dias depois do vencimento, você não ganha um bônus na renovação, mas também não perde. Em até 120 dias, você perde um ponto e em até 180 dias, você perde 2 pontos. Passou de 180 dias, ou seja, seis meses, sua classe de bônus é zerada.

Veja isso numa tabela, para ficar mais fácil de entender:

Período de Renovação (dias corridos) Aplicação da Classe de Bônus
Até 30 dias do vencimento da apólice Conceder 1 Classe
De 30 a 60 dias do vencimento da apólice Manter a Classe
De 60 a 120 dias do vencimento da apólice Reduzir 1 Classe
De 120 a 180 dias do vencimento da apólice Reduzir 2 Classes
A partir de 181 dias após vencimento da apólice Excluir a classe de Bônus

*Podem haver exceções e mudanças de prazos de acordo com cada seguradora. É importante ficar atento à sua apólice no ato da contratação, e procurar se informar com seu corretor e seguradora.

 

Como descubro minha classe de bônus atual?

Basta verificar na apólice de seguro auto o campo “Bônus” para localizar seu número de classe de bônus.

Se você tiver dificuldades para encontrá-la, entre em contato com sua corretora. Não esqueça: a classe de bônus é muito importante para calcular o preço do seu seguro, preenchê-la corretamente é fundamental.

 

Eu perco minha classe de bônus se eu mudar de carro, seguradora ou corretora?

Não. A classe de bônus é um benefício atrelado ao segurado e não ao veículo, à corretora ou à seguradora. Assim, se você escolher mudar alguma coisa na renovação, pode ficar tranquilo que seu bônus estará intacto, caso você não tenha sofrido um sinistro na vigência.

Por exemplo, se você muda de Bradesco Seguro Auto para Porto Seguro Auto ou Itaú Seguro Auto, você continua com sua classe de bônus.

Já se você trocar de carro enquanto o seu seguro ainda está vigente, será necessário realizar um endosso do seu seguro. A seguradora fará uma reavaliação do risco e fará a correção do preço do seguro de acordo com ele, podendo deixar o seu seguro mais caro ou mais barato.

Para trocar de corretora ou seguradora no meio da vigência, será necessário cancelar sua apólice atual. Isso pode gerar um pagamento ou um reembolso residual, calculado através da Tabela de Prazo Curto. Feito isso, você deverá fazer uma nova contratação de seguro para trocar sua seguradora ou corretora.

 

Posso transferir minha classe de bônus para outra pessoa?

No geral, o benefício da classe de bônus é pessoal e não pode ser transferido para outras pessoas, mas existem algumas seguradoras que permitem a transferência.

Esse processo, conhecido como Transferência de Direitos e Obrigações (TDO), é reservado para algumas situações específicas, como transferência entre sócios, cônjuges ou filhos do segurado. Entre as possibilidades, encontramos:

  1. Quando a transferência ocorre de pessoa jurídica para pessoa física, quando o novo segurado for sócio diretor ou gerente da pessoa jurídica, devidamente comprovado pelo contrato social. Não é permitida situação inversa (ou seja, transferência de pessoa física para pessoa jurídica);
  2. Transferência entre cônjuges, devidamente comprovado pela certidão de casamento. Nesses casos, a transferência só é válida caso seja comprovado que o novo segurado era o condutor do veículo;
  3. Transferência entre pais e filhos, devidamente comprovado pela certidão de nascimento. Também só é válida a transferência caso seja comprovado que o novo segurado era o condutor do veículo.

É importante lembrar que somente em casos de sinistro com indenização parcial ou total, e não em casos de utilização de coberturas adicionais, ocorre a perda da classe de bônus na renovação. A exceção é a cobertura de terceiros, que é um adicional, mas causa perda na de bônus. Usar coberturas adicionais como vidros ou assistência 24 horas não causa essa perda.

Você já conhece a Corretora de Seguros NobreSeg?

Sempre garantindo a efetiva proteção, com excelência no atendimento e na análise criteriosa dos riscos que podem afetar o patrimônio de nossos clientes.

Nossos consultores estão sempre à disposição para assessorar na escolha do melhor contrato de seguro, garantindo a sua satisfação e tranquilidade. Praticamos a melhoria contínua dos serviços prestados, buscando sempre conquistar negócios desafiadores. Oferecemos aos nossos clientes uma efetiva consultoria em seguros, utilizando práticas e soluções inovadoras que atendam às necessidades específicas, solucionando problemas e minimizando riscos, com um atendimento personalizado e diferenciado. Estamos prontos e preparados para te atender em todos os ramos de seguros, desde seguros de carro, seguro de barcos, seguros de vida, de empresas e muito mais. Na hora de contratar ou renovar seu seguro, conte sempre com a NobreSeg Corretora.

Fonte: Bidu

 

Cotação Online: http://www.nobreseg.com.br/contato

Veja Também: http://www.nobreseg.com.br/5-vantagens-de-contratar-um-seguro-de-viagem/

Multa de trânsito: Veja como consultar, abrir recurso e onde pagar

A multa é um instrumento legal de punição pecuniária, ou seja, representada em dinheiro. No caso da multa de trânsito, é uma sanção aplicada pelas autoridades de trânsito como punição a infrações cometidas, como trafegar sem carteira, ultrapassar em lugar proibido, entre várias outras.

O valor das multas de trânsitos variam conforme a infração e agravante. Por exemplo, a multa para motoristas que dirigirem embriagados por chegar a 3 mil reais.

Além do valor da multa, o motorista autuado também sofrerá punição em pontos na carteira. É importante lembrar que nem todas as multas são emitidas por um mesmo órgão: elas podem ser municipais, estaduais ou federais.

A partir de 20 pontos na carteira, o direito de dirigir fica suspenso. No entanto, algumas infrações por si já suspendem o direito, como dirigir sob efeito de entorpecente ou deixar de prestar socorro a vitima de acidente em que o condutor estiver envolvido.

Você pode conferir cada uma dessas infrações no site do Detran.

Imagem de motorista com papéis para ilustrar post sobre consultar multas de trânsito

Como se faz pesquisa de multas?

Você pode consultar multas de trânsito através dos sites do Detran de cada estado. Além da placa do carro, podem ser solicitadas outras informações adicionais, como o Renavam do veículo ou o chassi.

A consulta é gratuita e você pode acessar a lista dos links para o Detran de cada estado no nosso guia sobre CNH.

Além disso, você pode se dirigir a uma unidade de atendimento do Detran do seu estado. Para emitir o extrato de multas, geralmente você precisará somente do Certificado de Registro de Veículo (CRV), porém verifique os documentos necessários no site do Detran do seu estado.

Além dessas possibilidades, é possível usar o aplicativo Autocheck. O aplicativo consulta online o local e a gravidade de multas recebidas por aquele veículo.

 

Como fazer recurso de multa de trânsito?

Você pode solicitar um recurso de multa caso discorde da punição.

Após ser autuado, você recebe em até 60 dias na sua residência uma notificação formal da infração. Esse documento é necessário para defesa de multa, então mantenha sempre seu endereço atualizado com os órgãos de trânsito.

Caso você não receba a notificação por motivo de endereço incorreto, sua defesa pode ser invalidada e você pode ter que pagar uma outra multa, já que a atualização do endereço é obrigatória.

Assim que você receber o documento, você deve procurar o órgão responsável por sua multa e retirar um formulário de recurso. Esse órgão pode ser o Detran ou a agência municipal responsável pelo trânsito.

Você deve preencher o formulário de recurso de multa, explicando o motivo da multa e por que ela é injusta. O prazo para recorrer a multa é de 30 dias.

Feito isso, você deve levar as duas vias de seu recurso até o órgão emissor da multa de trânsito, junto com:

  • Cópia da sua carteira de identidade
  • Cópia de comprovante de residência
  • Cópia da sua carteira de habilitação
  • Cópia dos documentos do seu carro
  • Cópia da notificação da multa recebida
  • Caso existam ou sejam necessários, comprovantes que possam ajudar a contestar a infração, como recibos, notas, atestados, etc.

Agora, se a multa foi aplicada em um carro de empresa, a situação é diferente. Porque, como o veículo está registrado no nome de uma pessoa jurídica, não há nenhuma CNH para aplicação da penalidade. Você pode verificar no Detran do seu estado como funciona o recurso de multa para esse caso.

 

E depois da entrega dos documentos para recorrer a multa?

Sua defesa de multa será julgada por uma Junta Administrativa de Recursos de Infrações (JARI). Essa junta deve julgar seu recurso e responder em até 30 dias. Concordando ou não com suas alegações e confirmando ou eliminando sua multa.

Caso seu recurso seja negado, você receberá novamente a notificação da multa e deverá efetuar o pagamento para continuar com o recurso administrativo com órgãos superiores.

Em caso de multas de órgãos estaduais ou municipais, a segunda instância que você deve endereçar o seu recurso é o CETRAN, Conselho Estadual de Trânsito, do seu Estado.

Caso seja uma multa federal ou uma multa classificada como gravíssima, você deve endereçar seu recurso para o CONTRAN, o Conselho Nacional de Trânsito.

Caso você não queira realizar o pagamento da multa, você pode optar por um recurso judicial através dos tribunais de pequenas causas. Para tanto, você precisará de um advogado, visto que se trata de um processo de justiça comum.

Caso sua multa seja por uma infração leve ou média e você não tenha sido multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses, é possível pedir ao Detran um formulário para converter sua multa em advertência e perda de pontos, de acordo com o artigo 267 do Código de Trânsito Brasileiro.

Você deve levar sua carteira de identidade e a notificação da multa. A notificação da advertência chegará por correio em 30 dias.

 

Como e onde pagar multas?

Caso você não recorra da sua multa dentro do prazo de 30 dias, você receberá em sua casa uma nova correspondência com o boleto bancário do pagamento da multa, que deverá ser pago até a data do vencimento.

Você também pode imprimir o boleto de uma multa em aberto através do site do Detran do seu estado.

Você também pode verificar junto ao órgão responsável por sua multa se é permitido fazer o parcelamento.

Nem todos os órgãos aceitam o parcelamento de multas: na cidade de São Paulo. Por exemplo, a Prefeitura aceita parcelamento mas o Detran do estado não aceita.

Você já conhece a Corretora de Seguros NobreSeg?

Sempre garantindo a efetiva proteção, com excelência no atendimento e na análise criteriosa dos riscos que podem afetar o patrimônio de nossos clientes.

Nossos consultores estão sempre à disposição para assessorar na escolha do melhor contrato de seguro, garantindo a sua satisfação e tranquilidade. Praticamos a melhoria contínua dos serviços prestados, buscando sempre conquistar negócios desafiadores. Oferecemos aos nossos clientes uma efetiva consultoria em seguros, utilizando práticas e soluções inovadoras que atendam às necessidades específicas, solucionando problemas e minimizando riscos, com um atendimento personalizado e diferenciado. Estamos prontos e preparados para te atender em todos os ramos de seguros, desde seguros de carro, seguro de barcos, seguros de vida, de empresas e muito mais. Na hora de contratar ou renovar seu seguro, conte sempre com a NobreSeg Corretora.

Fonte: Bidu

 

Cotação Online: http://www.nobreseg.com.br/contato

Veja Também: http://www.nobreseg.com.br/5-vantagens-de-contratar-um-seguro-de-viagem/

Licenciamento, CRV, comprovante do IPVA: saiba mais sobre os documentos do seu carro.

Saiba mais sobre os documentos do seu carro!

Seguro obrigatório, IPVA, licenciamento, CRV… saiba mais sobre todos os documentos do seu carro.

Ter um carro acarreta em algumas responsabilidades e o melhor jeito de evitar problemas é entender bem a documentação necessária. Todos os donos de carro devem pagar, anualmente, o seu IPVA, a taxa de licenciamento do seu veículo e o DPVAT, o seguro obrigatório.

Até 2006, era obrigatório levar no carro os documentos que comprovavam o pagamento dessas três cobranças. No entanto, a partir daquele ano passou a ser necessário somente carregar o licenciamento do veículo, também conhecido como CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo), além da carteira de habilitação.

IPVA, DPVAT, CRLV… Achou tudo isso uma sopa de letrinhas? Entenda um pouco mais sobre as documentações que você deve possuir do seu carro nesse Guia da Bidu Corretora!

Certificado de Registro do Veículo – CRV

O Certificado de Registro do Veículo, conhecido como CRV (não confundir com o CRLV, que explicaremos abaixo) é o documento onde constam as características do seu carro como o número da placa, chassi, ano e modelo e tipo de combustível.

Qualquer alteração realizada no carro, como mudar a cor, por exemplo, deve ser comunicada ao Detran do seu estado para que se altere o CRV do seu veículo.

O CRV é conhecido de várias formas. Algumas pessoas o chamam de recibo do carro ou de transferência de propriedade ou DUT (Documento Único de Transferência). Esse documento deve ficar sempre guardado em algum lugar protegido, pois caso você venha a vender o seu veículo, você vai precisar preencher a parte de trás com os dados do comprador.

Diferente dos outros documentos, o CRV não tem um prazo para vencer. Por exemplo, se o seu carro tem mais de 30 anos, o documento continua tendo validade e será através dele que você fará a transferência para o próximo dono.

Caso você tenha perdido esse documento, você pode pedir uma segunda via dele para o Detran do seu estado. Esse serviço é tarifado e outros documentos podem ser solicitados para sua concretização. Você pode encontrar a lista dos sites dos Detrans de cada estado no nosso guia sobre carteira de habilitação.

 

Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo – CRLV

Já o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo – o CRLV – é bem diferente do CRV: por exemplo, você deve sempre carregá-lo no carro e ele é renovado anualmente. Nesse documento, também consta o pagamento do seguro obrigatório, o DPVAT.

Conhecido também como licenciamento, todos os proprietários de carros recebem todos os anos, o boleto para fazer o pagamento do licenciamento anual. O prazo final para a renovação depende do final da placa do seu carro. Cada prazo e o valor da renovação é diferente para o Detran de cada estado.

No que diz respeito ao pagamento das taxas, os valor fica entre R$ 50 e R$ 100. As datas para pagamento do licenciamento também são diferentes para cada Estado, mas, geralmente, num esquema de rodizio. É possível pagar antecipadamente e junto com o IPVA.

Com essas informações, você já sabe: para não ter dor de cabeça, basta se dirigir a um posto de atendimento do Detran da cidade onde mora. Ou então a um Poupatempo, um banco ou aos Correios.

É bem fácil encontrar um meio de pagar pelo licenciamento e se você tiver pouca disponibilidade de tempo, basta acessar o site do Renavam e fazer tudo por meio do serviço online.

Caso você não renove o licenciamento do seu carro, você corre o risco de tomar uma multa de R$ 191,54 além de 7 pontos na carteira e a apreensão do veículo.

Como se sabe, o documento do veículo, é documento obrigatório para dirigir por aí. Quem se arriscar conduzir sem ele, ainda que o IPVA esteja em dia, pode ter o veículo apreendido, perder três pontos na CNH, e pagar multa.  Agora, se nem o IPVA estiver com o pagamento em dia, o motorista perde 7 pontos na carteira, o valor da multa é maior e o carro é apreendido.

Certidão de Pagamento do IPVA

Embora esse documento não seja mais obrigatório, você ainda precisará dele na hora de vender o seu carro. Para solicitá-lo, você precisa se dirigir a um escritório da Secretaria da Fazenda do seu Estado. Esse serviço é taxado e o seu preço é definido por cada estado. Para ficar pro dentro desse assunto, confira um guia completo sobre o IPVA.

Qual diferença entre licenciamento e IPVA?

Enquanto o IPVA é um imposto que se paga ao Estado, que está ligado ao valor do automóvel. Sendo assim, a alíquota de aplicação de imposto, varia de Estado para Estado.

Já o licenciamento, de outro lado, é de inspeção anual referente á situação do automóvel, sendo essa realizada pelo Detran. Ou seja, licenciamento é o que comprova se seu veículo pode estar circulando nas vias, com menos chances de causar prejuízos a terceiros.

Com essa autorização – o CRLV (certificado de Registro e Licenciamento do Veículo), o veículo pode circular pelas vias porque há uma comprovação de que está em boas condições. Isto é, que respeita as normas de segurança e do meio ambiente. Sim, do meio ambiente, porque o veículo precisa estar dentro das normas de emissão de poluentes e ruídos.

 

O seguro auto é um item quase indispensável para andar com proteção no seu veículo. Faça uma cotação online para comprar os melhores preços e coberturas do seu seguro, e lógico, contratar sem nenhuma complicação.

Você já conhece a Corretora de Seguros NobreSeg?

Sempre garantindo a efetiva proteção, com excelência no atendimento e na análise criteriosa dos riscos que podem afetar o patrimônio de nossos clientes.

Nossos consultores estão sempre à disposição para assessorar na escolha do melhor contrato de seguro, garantindo a sua satisfação e tranquilidade. Praticamos a melhoria contínua dos serviços prestados, buscando sempre conquistar negócios desafiadores. Oferecemos aos nossos clientes uma efetiva consultoria em seguros, utilizando práticas e soluções inovadoras que atendam às necessidades específicas, solucionando problemas e minimizando riscos, com um atendimento personalizado e diferenciado. Estamos prontos e preparados para te atender em todos os ramos de seguros, desde seguros de carro, seguro de barcos, seguros de vida, de empresas e muito mais. Na hora de contratar ou renovar seu seguro, conte sempre com a NobreSeg Corretora.

Fonte: Bidu

 

Cotação Online: http://www.nobreseg.com.br/contato

Veja Também: http://www.nobreseg.com.br/5-vantagens-de-contratar-um-seguro-de-viagem/